Skip to main content

Intro: Joanne Demmer comenta sobre alguns dos desafios em sua função de geofísica e como uma abordagem colaborativa baseada em dados pode apoiar melhor o sucesso da exploração.

Espera-se que os geofísicos ajudem a responder a algumas grandes perguntas sobre exploração.
Como é a geologia? Qual o seus histórico? Quais são as restrições? Que qualidade e quantidade de minerais podemos esperar? Em quanto tempo e a que custo?
“Precisamos compreender o que está abaixo da superfície com precisão para que possamos responder a essas questões críticas e avançar mais rapidamente”, comentou Joanne Demmer, geofísica de projetos da Seequent.
Em qualquer projeto de exploração, valiosos dados são constantemente coletados de várias maneiras por vários stakeholders, como geólogos de exploração, gerentes, geofísicos ou consultores externos.
Mas o que pode impedir a exploração é contar com soluções isoladas que precisam de um fluxo de trabalho complexo para colaborar e compartilhar dados e resultados.
“O nosso desafio é combinar de maneira rápida e precisa todas as descobertas de exploração para obter uma compreensão mais clara do histórico de cada ambiente único em que estamos trabalhando,
e também como divulgar isso de maneira efetiva a todos os envolvidos no projeto”, comentou Joanne.
Um fluxo de trabalho eficiente, rápido e ágil que economiza tempo, reduz riscos e agiliza o planejamento crítico e estratégico pode ajudar.

Mais valor com conjuntos de dados

De garantia de qualidade a controle de qualidade, o fluxo de trabalho de exploração precisa ser abrangente e detalhado para que você permaneça no caminho certo.
Por exemplo, é necessário verificar se os dados estão de acordo com as especificações durante um levantamento ou a execução de um trabalho, migrar outros dados (como dados de sondagem geológica) com precisão ou compreender dados químicos em relação aos dados geofísicos.
“Reunir e avaliar dados de várias fontes, além de garantir todas as informações necessárias para divulgar aos stakeholders, pode ser um desafio.
Se esses desafios não forem enfrentados em tempo hábil, as equipes precisam esperar mais tempo por feedback, o que significa a impossibilidade de iniciar um projeto ou desmobilizar muito cedo”, acrescentou Joanne.
De importação de dados e processamento eficiente a visualização em 3D e processos mais rápidos de tomada de decisão, é obrigatório compartilhar as informações mais recentes e ideias entre as equipes em tempo quase real.
As soluções inovadoras que integram as etapas complexas desse fluxo de trabalho são essenciais nesse momento.
“Ser capaz de integrar, interpretar e divulgar todos os seus dados geocientíficos com modelagem em 3D rápida e dinâmica é fundamental.
Isso permite fornecer análises específicas, relevantes e continuamente atualizadas que aumentam a precisão dos aspectos econômicos do seu projeto de exploração”, comentou Joanne.

Além dos limites dos seus dados

Um fluxo de trabalho adequado também garante que várias equipes envolvidas em um projeto de exploração se baseiem em diferentes fases da cadeia de valor em momentos muito específicos.
“A liberdade de trabalhar fora de um cronograma linear limitado significa flexibilidade para voltar ao início, avançar até o presente ou localizar um ponto exato em seu programa de exploração”, comentou Joanne.
Assim, todos os vários cientistas envolvidos (de geoquímicos a geofísicos ou de geólogos estruturais a mineralogistas) podem colaborar ou testar vários modelos e hipóteses ao longo de todo o projeto.
“Isso significa que todos podem ver em detalhes como os seus dados afetam cada etapa da exploração e, assim, ultrapassar os limites desses dados para obter o maior número de insights e o maior valor possível”, comentou Joanne.
Também é importante que os principais stakeholders, como um gerente de exploração, possam facilmente auditar e verificar a validade dos resultados ao longo de todo o projeto.
“Isso pode significar voltar aos dados brutos, para verificar ou testar uma etapa do processo, ou analisar as visualizações em 3D dessa etapa aprimorada para refinar e destacar as características dos alvos.
Também é possível voltar a diferentes partes da cadeia de valor para verificar como avançar da forma correta replicando o processamento ou as melhorias que funcionaram. E tudo é salvo em um único lugar e rastreável”, acrescentou Joanne.

Criação simples de um novo cenário em um projeto

Conceder a todos os stakeholders acesso instantâneo aos conhecimentos históricos e existentes, para serem rapidamente aproveitados, é um enorme valor agregado.
“Se um projeto está armazenado em um ambiente que pode ser facilmente acessado e compreendido, qualquer um pode partir para a ação rapidamente no momento em que se juntar ao projeto.
É possível trabalhar em uma licença de exploração totalmente distinta ou em uma área totalmente diferente, mas o valor de um fluxo de trabalho adequado equivale a ser capaz de começar a trabalhar rapidamente e fornecer os seus insights e feedbacks imediatamente”, comentou Joanne.
Mas como enfrentar o desafio do controle de versões em um ambiente de dados de exploração em constante mudança?
“O controle de versões pode ser um pesadelo. Imagine muitos tipos de arquivo de dados, nomes ou sufixos, ou talvez acesso limitado a todo um projeto armazenado no computador de uma pessoa e essa pessoa sai de um projeto; o mesmo acontece com todo esse conhecimento”, comentou Joanne.
“Se não houver um backup adequado, os dados podem ser sobrescritos ou o armazenamento em um dispositivo USB pode ser corrompido ao longo do tempo. Esses riscos representam uma ameaça à segurança e longevidade dos dados, o que é importante para fins de auditoria e relatórios para o governo”, acrescentou Joanne.
As versões em 3D atualizadas dinamicamente e salvas com segurança em um ambiente baseado na nuvem podem ser facilmente acessadas por todos os vários stakeholders, além de mostrar quem foi notificado sobre as mudanças.
“Agora, podemos ver facilmente quais decisões foram tomadas, com base em quê, por quem e quando. Também é possível obter uma nova perspectiva sobre um alvo ou tentar replicar um sucesso de exploração em novas licença de exploração”, comentou Joanne.
“Um fluxo de trabalho conectado também oferece uma melhor compreensão das técnicas geofísicas que permitem a melhor visão sobre um tipo de depósito específico. E a análise completa pode ajudar a aumentar a eficiência da exploração futuramente”, comentou Joanne.

Leia mais histórias sobre o setor de mineração

Saiba mais