Skip to main content

As empresas do setor de mineração industrial (IM, Industrial Minerals) enfrentam um desafio global de inovação, e muitas delas enfrentam o impacto do abastecimento direto, da digitalização e da sustentabilidade em um setor de importância global.Melhorar a experiência digital e optar por uma tecnologia mais eficiente é essencial. A rápida transformação oferece uma oportunidade significativa para que as empresas do setor de mineração industrial aproveitem os benefícios que outros setores aproveitam há muitos anos.

Parece estranho que a transformação digital esteja sendo adotada lentamente em um setor tão dependente de operações rápidas e eficazes, e no qual a otimização é um objetivo constante.
O Índice de aceleração digital do BCG (Boston Consulting Group) estima que o setor de mineração é cerca de 30% a 40% menos maduro digitalmente do que setores semelhantes, como o setor automotivo ou de produtos químicos.

Ismail Sirsalanne, gerente da Indústria 4.0 do Grupo da Imerys, está otimista com o setor

“A transformação digital torna nossas empresas mais competitivas em um cenário econômico desafiador e nos ajuda a atender às demandas dos nossos clientes. As empresas do setor de mineração industrial têm a oportunidade de se beneficiar com a transformação digital e tornar seus negócios mais lucrativos.”

Valor que vai muito além de sistemas e processos

A transformação digital tornou-se um termo tão amplo para mudanças relacionadas à tecnologia nos negócios que pode ser difícil apresentar uma única definição que traduza a importância da Transformação Digital em suas operações de minerais industriais.

Nathan Furr, em uma publicação da revista Harvard Business Review, explica que os gerentes, muitas vezes, pensam que a transformação digital está relacionada principalmente a mudanças tecnológicas. Obviamente, a mudança tecnológica faz parte do processo, mas as empresas inteligentes percebem que a transformação significa melhoria do atendimento das demandas dos clientes.

Seja uma atualização de sistemas existentes ou uma implantação de tecnologia inovadora, o foco da mudança deve ser reduzir a incerteza em seus negócios, entender a variabilidade e garantir um padrão em toda a cadeia de suprimentos para oferecer um produto padronizado e de alta qualidade aos seus clientes.

O Geólogo líder do Grupo da LafargeHolcim, Rodolfo Vargas, tem percebido os benefícios da transformação digital na “redução dos impactos ambientais e como indicador essencial para reduzir os custos da extração com mais eficiência”.

Para Martin Reeves, do Instituto Henderson do BCG, as melhores transformações digitais exigem mudanças preventivas, e não apenas reações a pressões da concorrência.

O objetivo deste blog é mostrar como o setor de mineração industrial pode enfrentar desafios de transformação digital e transformá-los em oportunidades de negócios.

Desafio – a transformação digital precisa ser cara e complexa?

Em resumo, não. Os projetos de transformação exigem investimento, mas as mudanças incrementais com foco nas áreas corretas permitem que as empresas realizem mudanças sem custos ou riscos significativos.

Por onde começar?
Rainer Westermann, Diretor de mineração e geologia do Grupo da Lhoist, lembra que

“entender a origem da matéria-prima é a base de todo o nosso negócio”.

As empresas do setor de mineração industrial coletam diariamente dados valiosos de suas áreas de exploração, e isso afeta as metas de extração, o planejamento das operações no local, a segurança e muito mais. No entanto, a ineficiência desses processos afeta o valor extraído desses recursos.

O desafio não é o custo. Uma fábrica da LafargeHolcim, por exemplo, percebeu uma redução de custos operacionais de US$ 2,5 milhões por ano, mas o desafio é como demonstrar o valor do investimento em conhecimento dos recursos.

Desafio – a transformação digital gera problemas?

A mudança é negativa quando os dados não são confiáveis, os fluxos de trabalho contêm muitas soluções alternativas e a comunicação é difícil ou inexistente. É provável que os processos ineficientes já estejam prejudicando sua empresa. Os atuais processos em silos que atrapalham o fluxo de dados e o conhecimento não permitem aproveitar várias oportunidades de melhoria nas operações.

A mudança pode ser positiva. Quando você implementa sistemas e processos que derrubam as barreiras atuais, oferece informações mais objetivas às equipes e promove a colaboração; dessa forma, as formas de trabalho existentes tornam-se obsoletas. As equipes adquirem novos conhecimentos e descobrem formas de trabalhar juntas para solucionar os problemas mais graves que afetam o setor e, consequentemente, aumentam o valor dos seus recursos.

Brenda Lothion, que trabalhou na Heidleberg, Sibleco e Imerys, vê a transformação digital como

“a possibilidade de melhorar a colaboração e a comunicação em toda a empresa”, e reforça que precisamos “parar de trabalhar em silos e começar a trabalhar juntos”.

Desafio – as transformações, com o objetivo de aumentar a sustentabilidade, terão um alto custo para a empresa?

As práticas sustentáveis e a transformação digital têm objetivos paralelos e agora são praticamente sinônimo de eficiência e economia em termos de custo.

O relatório 2050 Roadmap da Associação do setor de mineração industrial da Europa (IMA-Europe) indicou que o setor de minerais era impulsionado pela eficiência de recursos e que a redução de rejeitos era uma parte essencial para alcançar a meta. A ideia é que a eficiência que promove a sustentabilidade beneficiará toda a cadeia de valores reduzindo o consumo ao melhorar o desempenho do produto final.

Sem sistemas integrados que contenham dados confiáveis e ofereçam uma visão transparente e atual do seu local de exploração e da geologia, é quase impossível identificar essa eficiência. Com visibilidade e confiança em seus dados, você pode orçar e planejar com segurança a aplicação ideal de recursos, tanto mecânicos quanto humanos, para extrair o minério e gerenciar o desperdício.

A LafargeHolcim está à frente nesse aspecto, e Rodolfo Vargas mostra como a transformação digital apoia mutuamente a sustentabilidade.

“As novas tecnologias nos ajudam a melhorar o conhecimento geológico e os procedimentos de extração, além de reduzir a geração de rejeitos rochosos. O conhecimento preciso das matérias-primas nos permite otimizar (reduzir) o uso dos recursos minerais naturais, gerando uma economia circular ao substituí-los por rejeitos ou subprodutos.”

Sustentabilidade não é mais uma meta a ser alcançada quando você toma decisões comerciais importantes, e a transformação digital não é apenas a implantação de uma tecnologia melhor. Ambos são os principais caminhos para operações mais confiáveis e eficientes, uma percepção positiva do produto, maior confiabilidade para os clientes e mais lucratividade para a empresa.

Por onde começar e como manter a transformação digital:

O primeiro passo é entender sua situação atual. Verifique suas metas de negócios, analise a eficiência atual dos recursos e processos, e considere os dados de qualidade do produto e os custos operacionais. Converse com as equipes da sua empresa; provavelmente elas têm insights valiosos e conhecimento históricos.

Você pode estar apenas começando ou já ter percorrido boa parte do caminho. Seja qual for a sua situação no momento, existem líderes do setor evoluindo com a transformação digital (empresas como a Lhoist, a LafargeHolcim e a Imerys). Elas têm lições valiosas para compartilhar.

A mudança não é apenas um foco dos negócios. Como Ismail Sirsalanne, Gerente da Indústria 4.0 do Grupo da Imerys, destaca,

“Mudar a cultura da empresa é tão importante quanto a tecnologia.”

Você não está sozinho nessa jornada; uma implantação bem-sucedida requer parcerias sólidas com empresas líderes do setor.

Com anos de experiência, a Seequent trabalhou em colaboração com empresas do setor de mineração industrial para realizar iniciativas bem-sucedidas e personalizadas de Transformação Digital com foco em dados geocientíficos.

Comece com o nosso webinar Transformação digital do setor de mineração industrial.

No webinar, apresentaremos informações sobre o valor dos dados geocientíficos e seu papel na jornada para a transformação. Junte-se a nós para conhecer o software da Seequent com sucesso comprovado na LafargeHolcim e em outras empresas do setor de mineração industrial. A Seequent compartilhará exemplos reais de como esses clientes reduziram os custos operacionais em mais de US$ 2,5 milhões por ano, diminuíram a razão estéril/minério de 7:1 para 1,5:1 e desenvolveram operações de mineração mais sustentáveis.

Concentrando-se nos dados relevantes para a mineração industrial, a Seequent provará que você já tem a maioria das ferramentas necessárias para fazer essa mudança a um custo baixo e com o mínimo de interrupções das operações.

Quarta-feira, 18 Outubro