Skip to main content

A criação de uma base de dados confiável com dados de amostras e de furos de sondagem é essencial para os grandes projetos. Mas adquirimos o hábito de usar aquele software famoso porém inadequado para a tarefa?<br>

David Peres.Minalytix

Quando éramos jovens, crescemos com nossos super-heróis favoritos e acreditávamos que eram invencíveis. Nenhuma tarefa é grande demais, nenhum desafio é intransponível.

Infelizmente, apesar de estarmos todos muito mais velhos agora, quando crescemos com um determinado software, é muito tentador pensar da mesma forma. Com o decorrer do tempo, o uso diário gera uma familiaridade confortante e a crença nos recursos desse software pode tornar-se exagerada.

Provavelmente, não há nenhum exemplo melhor disso do que o Microsoft Excel. Esse software existe há mais de 30 anos e é, por qualquer análise, um incrível programa de planilhas que ajudou a sustentar inúmeras empresas e talvez até indústrias inteiras.

Mas ele não é uma base de dados.

Para centenas, se não milhares de geólogos em nosso setor, o Excel foi a solução imprescindível para a entrada de dados. É um hábito de dados pelo qual não podemos ser culpados, pois ele tem sido a única ferramenta flexível e barata em nossas mãos por muito tempo. Mas, apesar da enorme capacidade do Excel, o seu uso como um repositório de dados em setores como o nosso traz riscos inerentes e um grande peso para nossos geólogos, e existem alguns motivos para isso:

  1. Os geólogos precisam de trilhas de auditoria objetivas e também de automação de dados para o sucesso do projeto. O uso do Excel para o armazenamento de dados é um processo 100% manual. Isso significa que a criação de trilhas de auditoria, essencial para o sucesso de qualquer projeto envolvendo dados de furos de sondagem e de pontos de amostra, é quase impossível. Para que uma solução alternativa seja bem-sucedida, os usuários precisam salvar seu trabalho à medida que modificam cada linha ou célula dos dados. Isso representa uma responsabilidade absurda para os geólogos mas, na verdade, um sistema que automatize esse processo é o que realmente precisamos. E ele não é o Excel.
  2. As equipes precisam confiar na segurança e na governança em seus projetos. No Excel, o usuário pode alterar qualquer planilha a qualquer momento. Os geólogos estão se esforçando ao máximo para criar manualmente algum elemento de controle, mas é complexo, trabalhoso e difícil de implementar na vida real.
  3. Os geólogos ficam frustrados quando não conseguem ter 100% de certeza em relação à única fonte de informações. Arquivos do Excel não garantem essa certeza. É inevitável que os usuários tenham várias planilhas em diferentes estágios, geralmente com backups parciais, e sem nenhum registro real do que foi alterado, excluído ou omitido ao longo do uso dessa confusa biblioteca de variações. Então, como sabemos qual desses arquivos é ‘aquele’ que precisa ser encaminhado para consultores, especialistas em garantia e controle de qualidade, auditores, equipes de recursos/reservas etc? É outra responsabilidade que deveria ser resolvida para nós, automaticamente, pelo software.
  4. Os geólogos são muito preocupados com precisão, mas quando precisamos incluir e gerenciar manualmente milhões de linhas de dados, é natural que o ser humano cometa erros. Assim, os estudos recentes indicando que nove a cada dez planilhas terão algum erro não causam surpresa.
  5. O Excel não é ideal para a tarefa por causa dos tipos de dados e do imenso volume de dados que os geólogos precisam manusear. A fácil integração com softwares de terceiros também é um problema. A automação de arquivos para que sejam compartíveis com pacotes de modelagem, fotos de testemunhos de sondagem, levantamentos ao longo de furos de sondagem, entre outros, está se tornando cada vez mais essencial para que os geólogos possam trabalhar com a máxima eficiência e, novamente, isso vai muito além dos recursos do Excel.

É mais caro do que você imagina. As empresas também acabam usando o Excel por questões de custo. O Excel está ali disponível para uso, e por isso parece ser a alternativa mais econômica comparada com uma assinatura ou licenças pagas para obter uma solução superior e desenvolvida especificamente para o propósito. Mas todo o esforço para criar a planilha de forma correta, incluindo todas as listas de consulta e os cálculos ou a formatação condicional para achar erros pode ser imenso e dispendioso. Além disso, é necessário mais esforço ainda para compilar as informações em uma única fonte, sem falar das inclusões manuais de dados de laboratório e o risco da falta de precisão ao tentar consolidar resultados de análise com amostras usando o recurso para copiar e colar. Em resumo, tentar gerir um programa de registro e descrição de testemunhos de sondagem baseado no Excel pode trazer custos ocultos significativos que rapidamente anulam o benefício de ter economizado em uma assinatura.

Sabemos que esses são desafios reais enfrentados por geólogos em suas tarefas diárias, e queremos melhorar isso. Em nossa experiência, todas essas limitações podem ser resolvidas muito mais facilmente, e com sucesso, do que o desafio hercúleo de tentar fazer com que o Excel funcione de forma confiável como uma base de dados.

O Excel faz muitas coisas de maneira brilhante. Ser um ambiente versátil e confiável para seus dados mais importantes simplesmente não é uma delas. Talvez seja a hora de buscar um super-herói melhor, e acreditamos que podemos ajudar os geólogos a acharem exatamente essa solução para os desafios que eles enfrentam com seus dados.

MX Deposit

Procurando uma solução melhor que o Excel? O MX Deposit é a única e verdadeira solução de Software como serviço (SaaS, Software as a Service) para dados de furos de sondagem e dados de pontos de amostras. Ele foi desenvolvido especificamente para facilitar a coleta, o gerenciamento e o compartilhamento dessas informações essenciais. O MX Deposit foi criado para ajudar os geólogos a tomarem decisões melhores e mais rápidas, onde quer que estejam, e com ferramentas para gerenciamento de dados e descrição de testemunhos de sondagem baseadas na web e que oferecem a validação imediata dos dados. Ele é mais intuitivo, mais confiável e seu custo-benefício é melhor do que os sistemas tradicionais. Além disso, ele oferece as opções de assinaturas mensais ou anuais; você só paga quando precisa usá-lo.

Solicite uma demonstração

Saiba mais